Tour pela Europa – Estradas
21/02/2017 • Eduardo Falcão • Materias

Hoje vamos falar um pouco sobre as estradas que fazem parte do nosso roteiro. Vamos seguir de Roma até Paris, passando por Assis, Florença, Pádua, Veneza e Cortina d’Ampezzo na Itália, passaremos por Innsbruck, a capital do Tirol. Sairemos pelo Túnel de Arlberg (sob o Monte de São Cristóvão) e por Feldkirch para chegada ao Principado do Liechtenstein e pararemos na sua capital, Vaduz, seguindo para Zurique, Lucerna e Bruxelas na Suíça.

Saindo da Suíça e vamos entrar na França através das regiões da Alsácia e Lorena, passando junto da cidade de Strasbourg, sede do Parlamento Europeu. Em seguida seguiremos para a Bélgica e prosseguimento até Bruxelas, sede de várias instituições européias e internacionais. Em seguida iremos até a cidade de Bruges, na Bélgica e enfim chegaremos a Paris, a bela capital Francesa.

O que vimos até agora de interessante? Todas as estradas que pegamos até o momento estão em bom ou ótimo estado de conservação. Muito bem sinalizadas, área de serviço para paradas, abastecimento, descanso de motoristas, sempre com uma boa estrutura de lojas de conveniência e restaurantes. A maior parte das estradas tem duas ou três vias de rolagem, onde os motoristas respeitam as faixas de velocidade, usando a faixa da esquerda apenas para ultrapassagens.

Bem diferente do que vemos nas nossas estradas onde os motoristas mais lentos fazem questão que trafegar pela faixa da esquerda, obrigando ao condutores a efetuarem ultrapassagens pela direita, e assim cometendo infrações.

A distância entre as duas cidades é de aproximadamente 1.426 km, se fosse feito direto o percurso seria feito em pouco mais de 13 horas por conta das boas estradas.

Mas tudo isso tem um preço, e é bastante alto por sinal, todas as estradas são operadas por empresas privadas, e a cada parada deixa-se em média € 15,00 (R$ 52,50). Os valores corretos de cada percurso podem ser vistos na página da operadora Telepass ou para ter um valor aproximado pode clicar aqui.

 

Tour pela Europa – Roma
18/02/2017 • Eduardo Falcão • Materias

Estamos passeando pela Europa, conhecendo novas culturas e aproveitamos para voltar a escrever um pouco mais no nosso blog, como fazíamos antigamente. A primeira parada foi em Roma, a capital da Itália, que é uma das cidades de maior importância na história automobilística e de onde saíram a Alfa Romeo, Ferrari, Fiat, Iveco, Lamborghini, Lancia entre outros.

Algumas coisas me chamaram bastante a atenção aqui em Roma. Começa com a desordem no trânsito, motoristas não tem muito respeito a faixa de pedestres, várias motos andando por cima de calçadas e carros estacionados em todo canto, porém não vi nenhum acidente. A idade da frota local é bastante heterogênea com carros de todas as idades, muitos carros novos e muitos carros da década de 1990 e 2000. Outro ponto bastante interessante é o “tamanho” dos carros, enquanto no Brasil usa-se a política do “quando maior melhor”, aqui faz-se exatamente o contrário: a maior parte da frota é composta por carros compactos como o Fiat 500, Smart for Two, Toyota Aygo e vários outros que não consegui identificar. As scooters, ou motonetas, também se destacam na paisagem com seus grandes para-brisas e são pilotadas por gente de toda idade.

Para quem gosta de carros antigos, encontramos hoje dois que chamaram bastante nossa atenção, um Fusca (que eu acredito que seja o modelo 1303) em muito bom estado, e também um Fiat 500 modelo antigo que faz parte do Fiat 500 Club Roma devidamente identificado com adesivos.

Ah, quem acha que nossa gasolina é a mais cara do mundo, encontramos o combustível aqui sendo comercializado a módicos € 1,50, que convertidos pelo câmbio de hoje sai por quase R$ 4,94 o litro. Amanhã seguiremos com o nosso tour e publicaremos outras matérias, agora nos despedimos com alguns registros interessantes de hoje.

Museu Sonho de Criança em Gravatá/PE
13/08/2016 • Eduardo Falcão • Materias

Estamos mais uma vez em Gravatá visitando o Museu Sonho de Criança onde encontramos uma belíssima coleção de automóveis, caminhões, motocicletas e vários objetos antigos. Também encontramos por lá uma locomotiva fabricada em 1916 movida à lenha, exposta numa replica da estação ferroviária da bela cidade de Gravatá.

Para os aficcionados em objetos de guerra também existem diversos veículos militares que vão de caminhões até um tanque de guerra que pesa mais de 20  toneladas equipado com um canhão alcance de 90m, além de uma estação de rádio comunicação.

O Museu Sonho Criança de  está localizado na Avenida 15 de Novembro, próximo ao Posto Petur.

Gravata-24 Gravata-23 Gravata-22 Gravata-21 Gravata-20 Gravata-19 Gravata-18 Gravata-17 Gravata-16 Gravata-15 Gravata-14 Gravata-13 Gravata-12 Gravata-11
Gravata-9
Gravata-8 Gravata-7 Gravata-6 Gravata-5 Gravata-4 Gravata-3 Gravata-2 Gravata-1

Placas coloridas
26/02/2016 • Eduardo Falcão • Dicas, Materias

Você sabe quais são as cores que podem utilizadas nas placas dos nossos carros? Geralmente vemos apenas a cinza e a vermelha, mas existem várias outras. Além das cores, as placas tem outras regrinhas para serem utilizadas.

As placas dos veículos precisam seguir algumas normas de cores e tamanhos, para carros tem o tamanho padronizado de 400 milímetros de largura por 130 milímetros de altura, enquanto que as motos, ciclomotores e triciclos utilizam placas com 187 milímetros de largura por 136 milímetros de altura.  A fonte utilizada também é padronizada, chama-se MANDATORY (pode ser baixada aqui) e a altura mínima que deverá ser utilizada nos carros é de 63 milímetros, enquanto que nas motos é de 42 milímetros.

 

Cores

Temos sete tipos de placas utilizadas nos carros emplacados no Brasil que utilizam o padrão de três letras e quatro números, além disso ainda existem as placas oficiais de bronze.

Veículos Particulares

Placa01

Utilizam as placas com o fundo cinza e os caracteres em preto. A maior parte da nossa frota roda com este tipo de placa.

 

Veículos de Aluguel

placa02

Utilizam as placas com o fundo vermelho e os caracteres em branco. São usadas nos táxis, ônibus, caminhões, motos de entregas e demais veículos que prestam serviços a terceiros, como frete.

 

Veículos em experiência

Placa03

As placas com o fundo verde e os caracteres em branco são utilizadas por montadoras ou concessionárias em veículos em fase de testes e que precisam ser testados nas ruas, ou também em oficinas.

 

Auto escola

Placa04

As placas com o fundo branco e os caracteres em vermelho são utilizadas apenas em veículos de auto-escola, sejam eles carros, motos, caminhões ou ônibus.

 

Veículos de Coleção

Placa05

As famosas placas pretas são objeto de desejo de vários colecionadores de veículos antigo. Para ter direito de uso das placas com o fundo preto e os caracteres em cinza, o dono do veículo deve procurar uma associação credenciada que dê um certificado para o veículo atestando que possui mais de trinta anos e está em excelente estado de conservação e originalidade.

 

Veículos oficiais

Placa06

Os veículos “chapa branca” são de uso oficial. Utilizam o fundo branco e os caracteres em preto. Nos veículos de órgãos federais, a tarjeta indica apenas BRASIL.

 

Veículos de organizações estrangeiras

Placa07

As placas com o fundo azul e os caracteres em branco são utilizadas por veículos de embaixadas, consulados e organismos internacionais, a distinção se dá dependendo do que esteja afixado na tarjeta de identificação, podendo ser ADM (Administrativo), CC (Corpo Consular), CD (Corpo Diplomático), CMD (Chefe de Missão Diplomática, exclusiva do Embaixador), OI (Organismo Internacional).

 

Para saber mais sobre a regulamentação das placas, é só clicar aqui.

FIORI Boa Viagem arranhou o painel do carro na revisão
08/01/2016 • Eduardo Falcão • Materias

Quando você leva seu carro para uma revisão, o mínimo que você espera é um serviço bem feito. Ontem fui fazer a revisão de carroceria do meu carro na FIORI BOA VIAGEM e solicitei a substituição de uma lâmpada do painel que tinha queimado.

Os mecânicos visivelmente não tinham conhecimento sobre o procedimento de substituição da lâmpada, tentaram tirar a moldura utilizando um objeto que arranhou e marcou toda a moldura do painel. Ao ver a situação pedi para que parassem para não danificar mais o carro.

Efetuei uma reclamação junto a CENTRAL DE RELACIONAMENTO FIAT, pelo 0800.707.1000 relatando o fato. O atendimento foi gerado através do protocolo Fiat nº 1819.6534.64 e me prometeram um retorno em até 48 horas. Hoje pela manhã uma atendente me ligou dizendo que entrou em contato com a FIORI que relatou que não houve “nada de mais” no meu carro e que a FIAT iria manter a decisão da concessionária.

Relato aqui o ocorrido para que eventuais donos de veículos FIAT 500  tenham bastante cuidado quando forem utilizar os serviços da FIORI.

Moldura arranhada

Moldura arranhada

FIORI estragou meu painel

FIORI estragou meu painel

FIORI estragou meu painel

FIORI estragou meu painel

Mais fotos do novo carro produzido na fábrica da Jeep em Goiana/PE
13/06/2015 • Eduardo Falcão • Materias, Novidades

Mais uma vez encontramos com o protótipo da Jeep/Fiat rodando totalmente camuflado, o flagrante desta vez foi feito pelo nosso colaborador Doroteu que encontrou o carro sendo abastecido num posto em Goiana/PE.

novo-carro-jeep-fiat

Novo carro da Jeep/Fiat em Goiana/PE

Ainda não dá pra ver se será uma PickUp ou uma SUV mas o fato é que pelo tamanho deverá ser maior que o Renegade, aparentemente do mesmo tamanho da Hilux. É conhecida internamente como Projeto 326 e ainda não sabemos se sairá com a bandeira da Jeep ou da Fiat. Estaremos sempre de olho!

Próxima PáginaVoltar ao Topo