29/06/2011 • Gustavo do Vale • Novidades

Saudações Tunings de Plantão!

Sempre tive curiosidade em saber como funciona um motor aspirado, então andei pesquisando como é realizado o funcionamento e o que ele agrega ao veículo.

Como o nome mesmo fala, o motor aspirado é aquele que “Aspira” o ar, até ai nenhuma novidade,  mas esse processo consiste em ampliar a admissão do conjunto ar-combustível de um motor sem compressor.

Esse motor não possui nenhum tipo de extra-alimentação apenas maximiza o tempo de admissão do ar utilizado na queima de combustível, que po vez diminui a pressão atmosférica interna na câmera de compressão.

A aspiração é benéfica pois diminui a emissão de poluentes e aumenta o toque do motor, dando maior resposta na aceleração, o único problema é o aumento do consumo de combustível.

11/09/2017 • Eduardo Falcão • Encontros

Ontem foi dia de confraternização dos Amigos de Garagem juntamente com os agregados. Amigos que se uniram com o propósito de curtir a vida com seus carros antigos: Fuscas, Gol BX, Kombi Cabrita, Brasilia, Fiat Uno (sem escada no teto), Ranger, Monza Rat (brincadeira, está abandonado) e até motoca apareceu.

02/05/2017 • Eduardo Falcão •

Convite aos Motociclistas da Região.
Sábado, 06 de Maio de 2017, acontece mais está ação social solidária como todos os anos, consolidado na AGENDA, espaço aberto ao público, onde motociclistas de qualquer estilo e cilindrada… Idade e gênero em Recife e familiares são Bem-vindos!!!

Makro Recife, Entrada Franca. Participe!
diretoria@twistermotoclube.com.br

21/02/2017 • Eduardo Falcão • Materias

Hoje vamos falar um pouco sobre as estradas que fazem parte do nosso roteiro. Vamos seguir de Roma até Paris, passando por Assis, Florença, Pádua, Veneza e Cortina d’Ampezzo na Itália, passaremos por Innsbruck, a capital do Tirol. Sairemos pelo Túnel de Arlberg (sob o Monte de São Cristóvão) e por Feldkirch para chegada ao Principado do Liechtenstein e pararemos na sua capital, Vaduz, seguindo para Zurique, Lucerna e Bruxelas na Suíça.

Saindo da Suíça e vamos entrar na França através das regiões da Alsácia e Lorena, passando junto da cidade de Strasbourg, sede do Parlamento Europeu. Em seguida seguiremos para a Bélgica e prosseguimento até Bruxelas, sede de várias instituições européias e internacionais. Em seguida iremos até a cidade de Bruges, na Bélgica e enfim chegaremos a Paris, a bela capital Francesa.

O que vimos até agora de interessante? Todas as estradas que pegamos até o momento estão em bom ou ótimo estado de conservação. Muito bem sinalizadas, área de serviço para paradas, abastecimento, descanso de motoristas, sempre com uma boa estrutura de lojas de conveniência e restaurantes. A maior parte das estradas tem duas ou três vias de rolagem, onde os motoristas respeitam as faixas de velocidade, usando a faixa da esquerda apenas para ultrapassagens.

Bem diferente do que vemos nas nossas estradas onde os motoristas mais lentos fazem questão que trafegar pela faixa da esquerda, obrigando ao condutores a efetuarem ultrapassagens pela direita, e assim cometendo infrações.

A distância entre as duas cidades é de aproximadamente 1.426 km, se fosse feito direto o percurso seria feito em pouco mais de 13 horas por conta das boas estradas.

Mas tudo isso tem um preço, e é bastante alto por sinal, todas as estradas são operadas por empresas privadas, e a cada parada deixa-se em média € 15,00 (R$ 52,50). Os valores corretos de cada percurso podem ser vistos na página da operadora Telepass ou para ter um valor aproximado pode clicar aqui.

 

18/02/2017 • Eduardo Falcão • Materias

Estamos passeando pela Europa, conhecendo novas culturas e aproveitamos para voltar a escrever um pouco mais no nosso blog, como fazíamos antigamente. A primeira parada foi em Roma, a capital da Itália, que é uma das cidades de maior importância na história automobilística e de onde saíram a Alfa Romeo, Ferrari, Fiat, Iveco, Lamborghini, Lancia entre outros.

Algumas coisas me chamaram bastante a atenção aqui em Roma. Começa com a desordem no trânsito, motoristas não tem muito respeito a faixa de pedestres, várias motos andando por cima de calçadas e carros estacionados em todo canto, porém não vi nenhum acidente. A idade da frota local é bastante heterogênea com carros de todas as idades, muitos carros novos e muitos carros da década de 1990 e 2000. Outro ponto bastante interessante é o “tamanho” dos carros, enquanto no Brasil usa-se a política do “quando maior melhor”, aqui faz-se exatamente o contrário: a maior parte da frota é composta por carros compactos como o Fiat 500, Smart for Two, Toyota Aygo e vários outros que não consegui identificar. As scooters, ou motonetas, também se destacam na paisagem com seus grandes para-brisas e são pilotadas por gente de toda idade.

Para quem gosta de carros antigos, encontramos hoje dois que chamaram bastante nossa atenção, um Fusca (que eu acredito que seja o modelo 1303) em muito bom estado, e também um Fiat 500 modelo antigo que faz parte do Fiat 500 Club Roma devidamente identificado com adesivos.

Ah, quem acha que nossa gasolina é a mais cara do mundo, encontramos o combustível aqui sendo comercializado a módicos € 1,50, que convertidos pelo câmbio de hoje sai por quase R$ 4,94 o litro. Amanhã seguiremos com o nosso tour e publicaremos outras matérias, agora nos despedimos com alguns registros interessantes de hoje.

« 2 3 4 5 6 7 8 »